Total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de março de 2017

Colisão entre ônibus escolares deixa mortos e feridos no interior de Alagoas


Veículos envolvidos são das prefeituras de Junqueiro e Teotônio Vilela.
Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar vítimas das ferragens.

G1 AL
Dois ônibus que levavam universitários batem de frente 
em Junqueiro, Alagoas (Foto: Jair Santos/Arquivo pessoal).
 Uma colisão frontal entre dois ônibus escolares deixou vítimas mortas e feridas em uma rodovia no interior de Alagoas, no trecho que compreende o município de Junqueiro, nesta quinta-feira (30). Os veículos são das prefeituras de Junqueiro e de Teotônio Vilela.
O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ainda não tem informações oficiais sobre o número de vítimas. A prefeitura de Teotônio fala em 6 mortos.
A assessoria de comunicação da Unidade de Emergência do Agreste (UE) informou que 44 pessoas deram entrada na unidade de emergência. Duas delas foram operadas em estado grave e encaminhadas para a Área Vermelha. Os demais pacientes estão fora de perigo.
O secretário de Comunicação e Eventos de Junqueiro, Jair Santos, esteve no local e disse que os motoristas dos dois ônibus morreram antes da chegada do socorro médico.
Em nota encaminhada à imprensa, a assessoria de comunicação de Teotônio Vilela lamentou o acidente e informou que ao menos 6 pessoas morreram ainda no local, e que todos os esforços foram feitos para tentar salvar as vidas dos sobreviventes.
Duas viaturas do Corpo de Bombeiros e mais de 10 ambulâncias dos municípios de Teotônio Vilela, Junqueiro e São Sebastião estão no local resgatando as vítimas – muitas delas em estado grave. Equipes da PM de Teotônio Vilela, Junqueiro, São Sebastião e do 3º Batalhão também estão no local.
Outras vítimas ficaram presas às ferragens e precisaram do auxílio dos bombeiros. Algumas delas, em estado grave, foram encaminhadas para Unidade de Emergência do Agreste (UE).

Segundo informações de testemunhas, o ônibus estudantil de Junqueiro seguia com alunos universitários para a cidade de Arapiraca. E o de Teotônio Vilela voltava de Arapiraca para a cidade, também com estudantes. A estimativa é que cada veículo transportava ao menos 35 pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário